dos desejos

Olhei para o chão e vi que havia um buraco.
Perguntei para ele: Esse buraco jogado aí no chão é seu?
Ele olhou com desdém e disse que não.
Eu olhei com cobiça.
Buraco achado não é roubado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s