Dos pensamentos

Me aproximei da banca com uma nota de 20 euros na mão. O moço da banca pegou um bilhete de metrô e me deu sem que eu pedisse. Eu sorri. Ele disse: Li seus pensamentos. Peguei o bilhete, meu troco e fui embora. Quando virei a esquina percebi que havia perdido o bilhete. Voltei e disse: Nunca mais leia meus pensamentos, ok? Os bilhetes de pensamentos lidos são como os pensamentos, se perdem facilmente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s